RELATOS  (Experiencias Enviadas por pessoas que passaram por EQMs)

 

Gostaria de agradecer pelas experiências pessoais e perguntas que tem sido enviadas constantemente ao meu email, que são de grande valor para todos nós.  Não possuo todas as respostas, portanto quero atrair a atenção de mais pesquisadores sobre o assunto EQM, que possam responder com sinceridade e ética aos visitantes desta página, obrigado...

 

1

 
From: Alexandre Xavier
mailto:
Subject: eqm
Date: Mon, 8 Mar 1999 09:24:49 -0300

Prezado Havengar,   Estou realizando pesquisas, com o intuito de finalizar uma tese com o tema "A Psique na Terminalidade". Nesta "caça" às informações, acabei tomando conhecimento de sua página na Internet - aliás, um belo site, cujo conteúdo será muito útil em meu trabalho.   Devido a dificuldade em encontrar informações específicas sobre o que procuro, venho por meio desta pedir a sua ajuda através de material e/ou indicações de páginas na Internet, livros, etc...   Os ítens em que estou procurando informações são os seguintes:  
- Período que antecede as mortes, nas religiões;  
- As emoções, ou a psique, dos pacientes terminais;  
- Sonhos do período que antecede a morte;  
- Arquétipos da morte;  
- Mitologia referente à morte;  
- Psicoterapias do período que antecede à morte.  
Agradecendo desde já a sua atenção e contando com a sua colaboração,

 

2

 
From: LUIZ CRUZ
mailto:
Subject: eqm
Date: Fri, 30 Apr 1999 14:58:10 -0300


Sou professor universitario, catolico, casado, tive 3 experiencias seguidas de morte clínica,após acidente com acido acetilsalicilico a que sou alergico,o que não sabia.fui socorrido para o hospital onde meu pai trabalhava,e onde estava de plantão como cirurgião.
O anestesista que o ajudou havia sido seu aluno de cirurgia e meu colega de ginasio,mas havia anos que não nos encontravamos. Ele me reconheceu e ficou muito nervoso.tive a passagem através do tunel para a luz.não encontrei guia.ouvi tudo o que se falava, e ouvi a instrumentadora dizer a meu pai:"doutor,o senhor fez o que poude, mas seu menino morreu", já tinha 30 anos, na epoca, casado há 2, e ela me conhecia. Não me chamava habitualmente de menino, mas de professor. Tentei falar e não consegui, tornei. 2 dias depois, tive novo
epsidódio, que se repetiu 3 dias depois. As sensações foram as mesmas, exceto o diálogo, e o fato de na 3a. vez o cirurgião ser um amigo nosso, já falecido atualmente, embora meu pai também estivesse presente no bloco cirurgico. na 3a.vez,ouvi alguem dizer:"que pena.a familia ainda precisa tanto dele." e alguem dizer. " de fato.volte!"

 

3

 
From: Heloisa Dias
mailto:
Subject: eqm
Date: Fri, 22  oct 2005 14:58:10 -0300

Olá, 

me chamo Heloísa, sou enfermeira e gostaria de relatar minhas experiencias , relativas a esse assunto.
Não são exatamente de EQM,porém interessantes.
A primeira foi no ano de 94, ainda era estudante e estava em estágio numa UTI, logo depois que cheguei ao hospital, ainda no início da manhã, uma paciente, entrou em óbito; então eu e outra colega fomos preparar o corpo, fizemos todo o tamponamento, arrumamos o corpo para entregar a   família.Terminado, colocamos sobre uma maca móvel, cobrimos com um lencol, e fomos levar para o Morg,(uma sala onde coloca-se o corpo,aguardando os familiares). Chegando lá arrumamos o corpo em uma mesa, cobrimos novamente e quando terminava-mos de esticar o lencol , nós duas ao mesmo tempo vimos o espírito sair do corpo da mulher. Era como uma " neblina branca ", porém tinha uma forma,  como se fosse o contorno do corpo, e saia das narinas, subia em torno de 50cm,   depois levevente se torcia já próximo ao teto e ia sumindo aos poucos.
A segunda vez, no ano de 95, mais precisamente em fevereiro, já estava trabalhando em outro hospital, no centro cirúrgico; entrou uma mulher de 26 anos para dar à luz, e o parto normal, foi muito difícil, ela sofreu muito e o útero rompeu-se provocando uma grande hemorrágia, os médicos rapidamente comecaram uma operacão para retirada do útero e assim parar a hemorrágia, mas não houve tempo e ela teve uma parada cardíaca, eu estava em um canto da sala vendo tudo; imediatamente o médico comecou a massagem cardiaca e tentativa de ressucitacão, mas enquanto eu o via tentando fazer algo , vi novamente aquela mesma" neblina" saindo do corpo dela. Olhei para todos ali, e percebi que mais nínguém estava vendo aquilo, o médico insistiu para trazê-la de volta por 40min., mas como eu poderia comentar o que estava vendo? Não disse nada: mas ela já havia partido. Na outra vez, durante um parto difícil, vi a" neblina" sair do canal do parto, e achei estranho, mas quando o médico tirou o bebê, disse que ele estava morto! Então entendi, que o que tinha visto sair, era o espírito do bebê.
Estarei a disposicão para qualquer dúvida, obrigado.

 

4

 
From: Mara
mailto:
Subject: eqm
Date: Fri, 22  oct 2005 14:58:10 -0300

Bom dia. O meu nome é Mara.

  Espero sinceramente, não estar incomodando-os com algo primário, ou melhor, sem valor algum, mas estou realmente confusa com o que me aconteceu, e não tendo experiência alguma sobre o ocorrido, acabei procurando informações na internet, o que me trouxe até vocês.

      Aconteceu na semana passada: Era madrugada e eu estava dormindo. Acordei com minha filha mais nova me chamando em meu quarto, mas quando fui atendê-la, ela não estava lá.     O que vi então me atordoou profundamente. Varias pessoas ( em torno de 6 ou 8), entravam em meu quarto deslizando em círculos, todos vestidos de branco( roupas do mesmo modelo, parecidas com roupas religiosas), e pareciam não saber que eu os estava vendo.

Passavam por através mim, parede, cama, como se nada disso existisse, mas eu sabia que estavam ali, por minha causa. Até que o mais alto de todos, um homem novo e magro, se comunicou com um deles( uma mulher mais ou menos de trinta e poucos anos, pele clara, cabelos escuros e mais ou menos curtos).

Sem movimentar os lábios, numa espécie de telepatia, disse: _ “ELA ESTÁ NOS VENDO ”.
Ela então respondeu da mesma forma que recebeu a mensagem: _ “VOU ME CERTIFICAR DISSO”.

Foi então que ela se debruçou sobre mim, e quase encostando o rosto no meu, olhou fixamente dentro dos meus olhos e telepaticamente, concordou com o rapaz mais novo, e ele então ordenou: “ ENTÃO VAMOS! ".

E foram embora, da mesma forma que chegaram, sem que eu consiga explicar-lhes como.   Isso me deixou muito confusa, pois durante todo o tempo, eu sentia que não precisava temer coisa alguma, pois estava segura com eles.
Mesmo assim, não sei explicar de forma clara e absoluta o que eu senti e ainda sinto quando me lembro disso, mas posso afirmar, com toda certeza, que:
Desde aquele dia, sinto-os próximos de mim, de forma quase que palpável, mas não consigo vê-los mais.
Se alguém puder me ajudar, respondendo a minha pergunta, por favor, entrem em contato comigo:

 
O QUE EXATAMENTE É ISSO QUE ESTÁ ACONTECENDO COMIGO?

 
Tenho certeza de que não estava dormindo, pois depois que eles foram embora, ainda me levantei da cama, e fui fumar um cigarro, pensando em tudo aquilo, e não dormi mais até que amanhecesse o dia. Não que isso me causasse medo, mas sim, porque senti e ainda sinto uma grande vontade de compreender o que está acontecendo.
    Espero poder contar com vocês, pois não conheço ninguém que possa me ajudar sem que ao mesmo tempo me confunda ainda mais.

Por iniciativa própria, não freqüento nenhum tipo de igreja e tenho uma religião própria: Apenas eu e Deus.
Não sou cética como vocês podem ver, mas também não sou uma pessoa que poderia ser intitulada como religiosa.

 
Agradeço a atenção desde já. 

Um abraço, 

Mara   

 

5

 
From: Paulo Teixeira
mailto:
Subject: eqm
Date: Fri, 22 oct 2005 14:58:10 -0300


Boa tarde Havengar.

O que eu tenho a relatar aconteceu no dia 17/11/2003 no horário aproximado da 14hs54min, segundo consta no BO dos bombeiros.

Nesta data sofri um acidente, fui atropelado por uma moto e acabei ficando inconsciente, até que a pessoa que estava ao meu lado informou o que houve.

Neste momento aceitei o fato e fique quieto como foi determinado. Mas aconteceu algo que não consigo entender, começou com um sensação de alívio de paz, de muita felicidade e que já faz muito tempo que não sentia o carinho do meu pai e mãe já falecidos. Os mesmos falavam que era para eu não ficar preocupado, pois tudo iria correr bem e que nada iria acontecer comigo. Havia uma claridade muito grande no local, também sentia a presença de mais pessoas ao meu redor, mas não consegui falar com elas, uma delas era a minha esposa que esta acariciando o meu rosto e o beijando a outra era um médico que fala o que estava acontecendo e isso deixava-me muito apreensivo, pois não consegui dizer que estava tudo bem.

Foi após este momento, que pedi a Deus que eu não havia completado a minha missão aqui na Terra, mas aceitaria a sua vontade, qual fosse ela.

E foi com um segundo eu senti que voltei e os meus pais ficaram olhando a minha partida, parados juntos um do lado do outro.

Neste momento percebi que a minha esposa ficou feliz e o médico perguntou para mim, qual era o nome dela e quem ela era. Disse o seu nome e falei que era a minha esposa.

Após isso é que foram tomados os procedimentos para a minha reabilitação.

Não sei realmente o que houve, já falei isso com a minha esposa e ela disse para eu esquecer, falou também para eu não comentar isso com ninguém e quando eu fui insistente ela disse somente que o médico a tinha informado que o meu estado era delicado que não tinha mais que 50 % de chances de sobreviver.

É o que tenho a relatar.

Paulo

 

7

 
From: Rodolfo
Email: rstz@bol.com.br
Subject: EU PASSEI POR UMA E.Q.M. Exp. Quase Morte.
Date: Sun, 2 Apr 2000 17:27:27 -0300


Boa Tarde a todos!

Meu nome e Rodolfo, tenho 35, SP/SP-Brasil. A mais ou menos
5 anos, em 1994, tive uma seria doença (Meningite Bacteriana
e abcesso cerebral). Estava em serviço (Tec.Eletronico de campo),
dirigindo o carro da empresa com um colega, e ja vinha a alguns
dias me sentindo mal, qdo de tanta dor de cabeça, desmaiei ao volante
do carro, e socorrido pelo colega ao hospital Emilio Ribas SP,
a quem devo muito.
Fiquei desacordado uns 10 dias, não me lembro de nada, qdo voltei
fiquei confuso com tudo etc...Apos 10 dias foi pedido exame de
TOMOGRAFIA COMP. de cerebro, aplicaram em mim contraste (IODo),
sou alergico, e sofri choque anafilatico.

Comecei a inchar, perder a resp. e sentidos, pre-coma
etc...passando a não sentir mais dores, do corpo, comecei
a enchergar um TUNEL, cheio de luzes coloridas, e no fim
uma luz muito forte clara. Senti uma otima sensação de
prazer e alivio, não queria voltar de "la",qdo voltei
estava rodeado pelos medicos, que me diziam "Calma, calma
me ressusitaram, com drogas etc...,ai comecei a sentir
tudo de novo, dores, agonia, melancolia.

Esta e minha historia, e espero ter colaborado
de qualquer forma. Graças a Deus, Jesus, e a todos la de
cima, agradeço. Grato, e espero que meu depoimento não
incomode a ninguem.

RODOLFO S.

 

VOLTAR PARA EQM.

 


Créditos:

Esta página  é baseada numa pesquisa de EQM realizado por havengar@hotmail.com. Os direitos para uso  destes estudos foram concedidos exclusivamente para o site www.celestialromance.com e somente podem ser utilizados em outros sites com a permissão do autor havengar@hotmail.com.

 

Acesse este link se desejar se aprofundar mais nestes estudo:  O fluxo das Inteligèncias

Acesse este link se desejar se aprofundar mais nestes estudo:  Lívros de Amoramon

Copright 2013 - J.Araneda

 

 

 


 Page was Developed by Gerard
Copright 1995 - Havengar

 

Back to Top